DAVID NIVEN: Seus Últimos Dias

David sabia que estava morrendo, mas tinha resolvido que isso não estragaria seu prazer de viver, nem o de seus amados.

Nunca o ouviram falar de morte. Ele estava sempre brincando. Fazia piadas até com a sua estranha doença neurológica que o acabou matando, aos 73 anos. David fazia grande esforço para ser ouvido, mas dizia que estava falando assim, mais devagar, porque tinha descoberto que, dessa forma, dava para beber champagne entre uma palavra e outra.


Suas principais preocupações eram terminar o livro que estava escrevendo e o que ia fazer em cada dia, para quem ia telefonar, quem ia visitar. Quase que diariamente recebia telefonemas de Londres, Los Angeles, Paris, desde que sua doença se tornou de conhecimento público. Quando sua voz ficou tão fraca que era difícil de ouvi-la ao telefone, os amigos começaram a visitá-lo. Quem ia muito era Roger Moore. O Príncipe Rainier também.

David Niven, Shirley Maclaine e Cantinflas, em A Volta Ao Mundo em 80 Dias.

Nos últimos tempos, Niven teve que desistir de velejar e nadar no mar, esportes que eram sua paixão. Passou a olhar os veleiros do terraço de sua casa, no sul da França, e a nadar na piscina, usando um cinturão salva-vidas.


Três semanas antes de morrer, David e sua mulher Hjordis foram para o chalé deles, na Suiça, a fim de escapar a uma onda de calor na França. A habilidade que Niven tinha de esconder seu sofrimento foi a razão pela qual Hjordis não estava ao seu lado, quando ele morreu. Ele parecia tão bem que ela o deixou com a filha Fiona e foi resolver um assunto na França. Quando Fiona telefonou para comunicar a ela que David tinha morrido tranquilamente, Hjordis ficou profundamente chocada.

Um incrível James Bond, em Cassino Royale.

Fiona conta que o último gesto do pai, antes de morrer, foi erguer o polegar, num sinal de que estava tudo bem. Era o dia 29 de julho de 1983.


VIDA E CARREIRA


Nascido James David Graham Niven, em Kirriemuir, na Escócia, a 1º de março de 1910, David Niven era o típico gentleman inglês, no mundo do Cinema. Essa imagem talvez tenha se fixado mais no impecável Phileas Fogg que interpretou na produção de Mike Todd, A Volta ao Mundo em 80 Dias.


Niven estreou no Cinema, como extra, no famoso O Grande Motim, em 1935. Foi logo contratado por Samuel Goldwyn, com quem fez alguns filmes, mas seus principais sucessos foram o galante oficial de A Carga da Brigada Ligeira, ao lado de Errol Flynn, em 1936, e, no ano seguinte, o Fritz de O Prisioneiro de Zenda, estrelado por Ronald Colman. Na Segunda Guerra Mundial, serviu como Major. Patrulha da Madrugada e O Morro dos Ventos Uivantes, respectivamente em 1938 e 1939 foram dois êxitos marcantes, mas, depois da guerra, dois grandes fracassos serviram para deixá-lo algum tempo no esquecimento, Luta por um Trono (1948) e Aventuras de Pimpinela Escarlate (1950).

Em 1953, um filme reergueu sua carreira: Ingênua Até Certo Ponto, de Otto Preminger, com William Holden e Maggie McNamara. Daí em diante, ele manteve a imagem do perfeito cavalheiro e ator corretpissimo, ganhou o Oscar de 1958, com Vidas Separadas. Trabalhou também em várias séries de televisão e escreveu duas autobiografias de grande sucesso de venda: A Lua é um Balão, em 1972, e Cavalos de Raça, Mulheres de Classe, 1975.

Fonte de Pesquisa: Revista Cinemin

-

-

CURTAM, COMENTEM E COMPARTILHEM!!!

-

-

Sigam CULT COLLECTORS:

Site Oficial: www.cultcollectors.com

Facebook: https://goo.gl/H9tnAM

Instagram: https://goo.gl/gdQ4Ut

Twitter: https://goo.gl/xr7AyT

WhatsApp: http://whats.link/cultcollectors

-

-

CULT COLLECTORS

Ser Cult É Ser Colecionador!!!

19 visualizações

© Todos os Direitos Reservados. Todas as imagens de quadrinhos, personagens, filmes, séries e etc são marcas registradas dos seus respectivos proprietários.

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Twitter Ícone